É sócio fundador da MNA Advogados.

É advogado desde Fevereiro de 1976, após a realização do respectivo estágio na Ordem dos Advogados.

Acumulou a advocacia com o ensino até 2007, tendo sido docente convidado no Departamento de Direito da Faculdade de Economia do Porto, e tendo assumido a regência de cadeiras como as de Introdução ao Direito, Direito das Obrigações e Sociedades Comerciais, quer no curso de Economia quer no curso de Gestão.

Vocacionado sempre para as áreas de direito privado, advogou em matérias sobretudo relacionadas com aquelas que eram as da sua preferência no ensino.

As circunstâncias inerentes ao exercício da sua profissão e aos assuntos para que, como advogado, eram solicitados os seus serviços, conduziram a que a sua actividade se fosse centrando no domínio das sociedades comerciais, designadamente deliberações sociais, bem como, mais tarde, no direito bancário e financeiro, sendo estas as matérias que ainda hoje são as que o retêm e ocupam mais frequentemente.

Adepto do trabalho em equipa, é um entusiasta da discussão interna, sobretudo quando a complexidade do tema aconselha tal prática para o encontro das melhores soluções, assim garantindo um melhor serviço ao cliente.

É sócio fundador da MNA Advogados.

É advogado desde Fevereiro de 1976, após a realização do respectivo estágio na Ordem dos Advogados.

Acumulou a advocacia com o ensino até 2007, tendo sido docente convidado no Departamento de Direito da Faculdade de Economia do Porto, e tendo assumido a regência de cadeiras como as de Introdução ao Direito, Direito das Obrigações e Sociedades Comerciais, quer no curso de Economia quer no curso de Gestão.

Vocacionado sempre para as áreas de direito privado, advogou em matérias sobretudo relacionadas com aquelas que eram as da sua preferência no ensino.

As circunstâncias inerentes ao exercício da sua profissão e aos assuntos para que, como advogado, eram solicitados os seus serviços, conduziram a que a sua actividade se fosse centrando no domínio das sociedades comerciais, designadamente deliberações sociais, bem como, mais tarde, no direito bancário e financeiro, sendo estas as matérias que ainda hoje são as que o retêm e ocupam mais frequentemente.

Adepto do trabalho em equipa, é um entusiasta da discussão interna, sobretudo quando a complexidade do tema aconselha tal prática para o encontro das melhores soluções, assim garantindo um melhor serviço ao cliente.

É sócio fundador da MNA Advogados.

É advogado desde Fevereiro de 1976, após a realização do respectivo estágio na Ordem dos Advogados.

Acumulou a advocacia com o ensino até 2007, tendo sido docente convidado no Departamento de Direito da Faculdade de Economia do Porto, e tendo assumido a regência de cadeiras como as de Introdução ao Direito, Direito das Obrigações e Sociedades Comerciais, quer no curso de Economia quer no curso de Gestão.

Vocacionado sempre para as áreas de direito privado, advogou em matérias sobretudo relacionadas com aquelas que eram as da sua preferência no ensino.

As circunstâncias inerentes ao exercício da sua profissão e aos assuntos para que, como advogado, eram solicitados os seus serviços, conduziram a que a sua actividade se fosse centrando no domínio das sociedades comerciais, designadamente deliberações sociais, bem como, mais tarde, no direito bancário e financeiro, sendo estas as matérias que ainda hoje são as que o retêm e ocupam mais frequentemente.

Adepto do trabalho em equipa, é um entusiasta da discussão interna, sobretudo quando a complexidade do tema aconselha tal prática para o encontro das melhores soluções, assim garantindo um melhor serviço ao cliente. Aenean nec eros. Vestibulum ante ipsum primis in faucibus orci luctus et ultrices posuere cubilia Curae; Suspendisse sollicitudin velit sed leo. Ut pharetra augue nec augue. Nam elit agna,endrerit sit amet, tincidunt ac, viverra sed, nulla. Donec porta diam eu massa. Quisque diam lorem, interdum vitae, dapibus ac, scelerisque vitae, pede. Donec eget tellus non erat lacinia fermentum.